Participação no 4º Congresso de Graduação USP

Na quarta (4/7) e quinta (5/7), ocorreu 4º Congresso de Graduação da USP, no Auditório do Centro de Difusão Internacional (CDI), Campus Butantã, São Paulo. Estiveram presentes alguns dos membros do CDDE e CAEP – FMRP-USP, discentes de graduação e pós-graduação, assim como a diretora da FMRP, Profª Drª Margaret de Castro, em um dos dias.

O Congresso compartilhou experiências sobre o tema: Buscando a transdisciplinaridade na construção do conhecimento. Além de palestras, mesas redondas, apresentação de painéis pelos alunos, os educadores do CAEP ministraram uma oficina sobre Estilos de Aprendizagem: compreender para tornar o ensino mais efetivo – a mesma que já foi oferecida na maratona voltada aos docentes e preceptores participantes do Módulo Básico, 1º semestre/2018 do CDDE, na FMRP-USP.

A troca de experiência foi muito rica e uma oportunidade interessante para se refletir sobre a diversidade que encontramos nas turmas para, a partir desse conhecimento, melhor organizar o processo de ensino-aprendizagem.

Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Oficina sobre TBL (Team-Based Learning) e Aula Invertida (Flipped Classroom)

Na terça-feira, 26/6, realizamos mais uma Oficina para auxiliar no desenvolvimento docente. Desta vez, os temas abordados foram: TBL (Team-Based Learnig) e Aula Invertida (Flipped Classroom).

Ao todo, tivemos 25 participantes, entre docentes da UNIFRAN, da UFSCAR, de vários Departamentos da FMRP-USP, assim como médicos e outros profissionais contratados que prestam supervisão aos estudantes.

Organizada pelos professores Valdes Bollela e Francisco Reis, a Oficina foi uma prática de TBL, na qual, os participantes puderam vivenciar as etapas dessa metodologia ativa de ensino, aprendendo sobre cada uma delas e experimentando o processo sob o ponto de vista do aluno.

Abaixo, seguem algumas imagens do encontro:

Para saber mais sobre a metodologia Team-Based Learning (TBL), disponibilizamos um artigo produzido por Valdes Roberto Bollela, Maria Helena Senger, Francis S. V. Tourinho e Eliana Amaral, que está divulgado na Revista Medicina (nº 47, ano 2014). Clique aqui ou na imagem abaixo:

 

Oficina de Desenvolvimento Docente para Preceptores do CIR e HERibeirão

No último sábado aconteceu o primeiro encontro da Oficina de Desenvolvimento Docente para Preceptores do CIR-HERibeirão. 
Estiveram presentes 23 profissionais (fisioterapeutas,farmacêuticos, fonoaudiólogos, nutricionistas e terapeutas ocupacionais) que atuam na assistência e ensino naquelas unidades.
Os temas centrais desta oficina são as novas estratégias de ensino e aprendizagem para serem usadas nos cenários de prática profissional, e no próximo encontro (30 de junho) o tema central será avaliação do estudante e residente nos cenários da prática profissional, com ênfase para a avaliação formativa e feedback.
Esta foi uma iniciativa em conjunto do CDDE e da equipe de educação continuada no CIR-HERibeirão que visa qualificar as práticas de ensino e avaliação nos cenários de ensino ligados à FMRP-USP.
Dentre os facilitadores do CDDE envolvidos nesta oficina estão @s professor@s  Maria Paula Panuncio, Anamaria Siriani, Troncon e Valdes.
Aproveitamos para agradecer à coordenação do CIR e do HERibeirão e a todos @s profissionais presentes!
Valdes R Bollela (coordenador do CDDE)

Uma tarde de muita interação: CDDE promoveu workshop sobre uso de recursos tecnológicos na sala aula

Na tarde de ontem, 20/06, a oficina sobre aula interativa, organizada pelos professores Valdes Bolela, Tie Koide e Angela Cruz, contou com a participação de docentes da FMRP-USP, da UFSCAR, da Universidade de Franca, além de fisioterapeuta, engenheiro mecânico, preceptores da Medicina, alunos de pós graduação, entre outros colegas! Todo mundo mostrou-se muito animado e interessado com a temática!

O workshop abordou vários tipos de estratégias para tornar as aulas mais dinâmicas e participativas:

  1. Inicialmente, falou-se de técnicas que não se utilizam da tecnologia de informação, como uso de Brainstorm, chuva de ideias para iniciar um tema ou problema; e também o Think, Pair Share, recurso usado para fazer com que os alunos pensem individualmente sobre determinado assunto, compartilhem suas ideias com seus pares e, depois, ampliem a discussão em grupos.
  2. Na outra parte, foi apresentada a possibilidade de uso de dois recursos tecnológicos para aumentar a interação na sala de aula: um deles é o Nearpod (aplicativo que permite a criação de apresentações, quiz, com o fornecimento de relatórios e respostas em tempo real, a partir do uso de tablets, smartphones e computadores) e outro é o Cliker (ferramenta que permite que os estudantes votem em opções ou respostas sobre determinado assunto, organizado em aula). Quando bem utilizados, eles facilitam a maior participação da turma, fazendo com os resultados propostos em testes, por exemplo, sejam vistos por todos, “ao vivo” e, assim, possam ser discutidos de uma maneira mais ativa.

Abaixo, algumas imagens do encontro:

Nine Characteristics of a Great Teacher – Vale a pena a leitura!

O texto “Nine Characteristics of a Great Teacher”, da Dra. Maria Orlando, chama a atenção para a as características de um grande professor, que estão além do conhecimento e expertise, mas são fundamentais para a prática docente de qualidade.
Para ter acesso ao texto completo, clique na imagem abaixo:

Years ago, as a young, eager student, I would have told you that a great teacher was someone who provided classroom entertainment and gave very little homework. Needless to say, after many years of K-12 administrative experience and giving hundreds of teacher evaluations, my perspective has changed. My current position as a professor in higher education gives me the opportunity to share what I have learned with current and future school leaders, and allows for some lively discussions among my graduate students in terms of what it means to be a great teacher.

Teaching is hard work and some teachers never grow to be anything better than mediocre. They do the bare minimum required and very little more. The great teachers, however, work tirelessly to create a challenging, nurturing environment for their students. Great teaching seems to have less to do with our knowledge and skills than with our attitude toward our students, our subject, and our work. Although this list is certainly not all-inclusive, I have narrowed down the many characteristics of a great teacher to those I have found to be the most essential, regardless of the age of the learner:

1. A great teacher respects students. In a great teacher’s classroom, each person’s ideas and opinions are valued. Students feel safe to express their feelings and learn to respect and listen to others. This teacher creates a welcoming learning environment for all students.

2. A great teacher creates a sense of community and belonging in the classroom. The mutual respect in this teacher’s classroom provides a supportive, collaborative environment. In this small community, there are rules to follow and jobs to be done and each student is aware that he or she is an important, integral part of the group. A great teacher lets students know that they can depend not only on her, but also on the entire class.

Continue reading

CDDE promove palestra internacional sobre Educação nas Profissões da Saúde na FMRP

O Centro de Desenvolvimento Docente da FMRP irá promover uma palestra internacional que tratará do tema “Educação nas Profissões da Saúde”. 

A palestra será ministrada pela Pfª Drª. Ming-Jung Ho, ela é professora de Medicina, Diretoria assistente do Office of Educational Development in the Medical Education Division. Formada em Antropologia pela Universidade de Harvard, Doutora em Medicina pela Universidade da Pensilvânia e é Doutora em Filosofia, Etnologia e Etnografia de Museu pela Universidade de Oxford, onde ela também conquistou o título de Doutora em Antropologia Social. Continue reading

CDDE da FMRP-USP tem financiamento aprovado pelo National Board for Medical Examiners

O Centro de Desenvolvimento Docente para o Ensino (CDDE) da FMRP é um órgão criado recentemente na unidade para desenvolver atividades educacionais que visam aperfeiçoar os trabalhos dos professores no ensino e na avaliação dos estudantes, bem como na organização e na gestão dos currículos.

No final de 2017, o CDDE tomou conhecimento que o National Board of Medical Examiners (NBME), que é um organismo responsável por fazer exames dos médicos que pretendem obter treinamento profissional ou trabalhar nos EUA, estava financiando atividades de capacitação de professores da área da saúde na América Latina, para aperfeiçoamento da avaliação dos estudantes. Isso vem sendo feito por meio de um programa permanente denominado Latin American Grants (LAG). O CDDE da FMRP elaborou um projeto, em consórcio com seis outras instituições, que veio a ser um dos três aprovados nesse ano, dentre as 15 propostas apresentadas por universidades de cinco países da América Latina. Continue reading

Mensagem da Diretoria da FMRP USP em 23.11.2017

Image

Prezado(a) Senhor(a),

A criação de um centro de desenvolvimento docente era uma das metas do plano da nossa gestão ao assumirmos a Diretoria da FMRP. Em janeiro de 2017, criamos um grupo de trabalho composto pelos Profs. Margaret de Castro, Luiz Ernesto Troncon, Eduardo Ferrioli e Valdes Bollela, para a implementação do Centro de Desenvolvimento Docente da FMRP-USP. Continue reading