Curso de IBm conta com apoio do CAEP e CDDE para planejamento estratégico

Há algumas semanas, a COC IBM convidou o setor educacional do CAEP (Centro de Apoio Educacional e Psicológico) para ajudar no planejamento e desenvolvimento do “Evento: Planejamento Estratégico do Curso de Informática Biomédica”, realizado no dia 6/11/2019. Entre as atividades organizadas, houve uma parceira  importante com o Prof. Dr. Valdes Bollela, coordenador do CDDE.

Durante todo o dia, o evento abordou aspectos do funcionamento do curso: foram apresentados dados estatísticos que consideraram o número de alunos ingressantes, formados, evadidos, o tempo médio de duração da graduação, etc.

Estiveram presentes docentes ligados à gestão da Faculdade, Comissão de Graduação, do curso de IBM e estudantes. Pela manhã, destacaram-se também as participações:

  • Do prof. Dr. Wilson Jr. fazendo um relato sobre o Fórum anterior e ações que estão sendo empreendidas;
  • Da profissional Kátia Mitiko Firmino Suzuki Cozin, trazendo dados estatísticos atualizados sobre o curso;
  • De egressos convidados, que puderam dar seus depoimentos sobre como o curso em que se formaram e como estão hoje em dia;
  • Da Profa. Dra. Regina Carreta falando sobre o Programa PET Saúde 2019-2020, a importância em se pensar na interprofissionalidade/multiprofissionalidade/trabalho em equipe;
  • Da Profa. Dra. Mariana Osako, pelo CAEG (Centro de Avaliação do Ensino de Graduação), explicando sobre a Avaliação do estudante;
  • De representantes da empresa SUPERA.

O evento foi um momento importante para discutir desafios a serem enfrentados, corrigir percursos, traçar metas.

Na parte da tarde, o Prof. Valdes Bollela e os pedagogos do CAEP (Centro de Apoio Educacional e Psicológico), Cristiane Peres e Rodrigo Flauzino, desenvolveram a oficina sobre algumas estratégias para Planejamento e Gestão.

 

Dessa vez, a maior parte dos presentes constou de graduandos, representantes discentes junto à Comissão de Organização do Curso, um egresso e os professores ligados diretamente ao ensino. A princípio, os participantes trabalharam com a estratégia 4 D’s, fazendo, em duplas, uma “entrevista apreciativa” para que cada um pudesse conhecer mais sobre o outro.

A partir de então, a estratégia se desdobrou em outras etapas:

  • Discovery: Para identificar e apreciar o que funciona no curso.
  • Dream: Para imaginar o que pode ser feito (visão).
  • Design: Desenvolver sistemas, estruturas, aproveitando o melhor do que era e do que poderia ser.
  • Destiny: Implemente ou entregue o design proposto.

Em seguida, os presentes tiveram contato com a metodologia SOCKS, por meia da qual, eles precisavam debater e identificar os Pontos Fortes (STRENGTHS) do Curso, as Oportunidades (OPPORTUNITIES), os Desafios (CHALLENGES), os conhecimentos acumulados (KNOWLEDGE) e as Equipes de interesse que podem/poderão ajudar no novo curso (STAKEHOLDERS).

Depois de um grande espaço para reflexão, trocas de informações, interações entre pares, entre estudantes e professores, entre gestores de disciplinas e curso, os pequenos grupos trabalharam com o Modelo de planejamento de Projetos do Grove Game plan. Por meio desse instrumento foi possível representar, visualmente, os objetivos a serem alcançados dentre de 3 a 5 anos, assim como as formas de se chegar até essas metas, sem desconsiderar os fatores que podem ser dificultadores, mas, também reconhecendo os elementos que podem facilitar a empreitada (parceiras, p. ex. Empresa SUPERA, engajamento dos estudantes, experiência prévia acumulada, corpo docente especializado, etc).

O momento seguinte foi a apresentação de cada grupo e os comentários da platéia. A medicação ficou por conta do Prof. Valdes e dos pedagogos Cristiane Peres e Rodrigo Flauzino (CAEP). Houve, ainda, um espaço final para complementação de ideias e definição inicial de um plano de ação das prioridades, que deverá ser acompanhado pela COC (e/ou Grupos de Trabalho) e outros envolvidos em próximos encontros/reuniões.

A síntese da discussão foi feita por meio de registro gráfico ou facilitação visual pelo pedagogo Rodrigo Flauzino. Este é um recurso para expansão da criatividade e organização de ideias.

As avaliações sobre o dia de trabalho (mas, sobretudo, sobre a discussão das ferramentas para planejamento) foram positivas, por permitirem, segundo os relatos, a interação eficaz entre estudantes e professores, destacando a importância da atenção permanente às questões existentes no curso. A necessidade de se ter mais tempo para as discussões ou a sugestão de realização de mais ações como estas também foram apontadas.

Participaram do evento: a diretora Profa. Dra. Margareth de Castro, o presidente da CG, Prof. Dr. Miguel Hyppolito; Prof. Ricardo Cavali, Prof. Eurico de Arruda Neto, entre outros docentes envolvidos diretamente com o curso (Wilson Silva Jr., Rafael Silva Rocha, João Mazoncini, Paulo Mazoncini, Profa. Dra. Silvana Giuliatti,, Prof. Dr. Antonio Shimano, Prof. Marcello Nogueira Barbosa) quanto aqueles que colaboram em momentos específicos importantes (Prof. Dr. Victor Evangelista de Faria Ferraz – coordenador do CAEP e docente do Depto de Genética).

VOCÊ PODE GOSTAR ...